Mensagem

Orações e mensagens dirigidas a Deus norteiam nosso pensamento e nosso coração para um encontro pessoal com Ele. Presente em nossa vida, Deus é um gracioso dom, fonte inesgotável que sacia nossa sede de paz e de amor. Uma mensagem atinge o mais profundo de nosso ser quando acolhemos a Graça. E uma oração, quer seja despojada das coisas exteriores ou repleta de preces, tem o objetivo de aspirar a bondade divina e pedir sua proteção constante em nossa vida. (Frei Edrian Josué Pasini, OFM)

domingo, 17 de outubro de 2010

O terço é a palavra de Deus



Havia uma senhora muito simples, que vendia verduras na vizinhança. 
Certo dia, Tia Teca, conhecida por toda a vizinhança, foi vender suas verduras na casa de um senhor e lá perdeu o Terço no jardim da casa deste. Passados alguns dias, Tia Teca voltou novamente à sua casa. Esse veio logo zombar de Tia Teca.
Ele dizia para ela:
-  -   Você perdeu seu Deus?
Ela humildemente respondeu:
-  -  Eu? Perder o meu Deus? Nunca.
Então, ele pegou o Terço e disse:
-  - Não é este o seu Deus?
Ela disse:
- Graças a Deus , o senhor encontrou o meu Terço. Muito obrigada.
Ele disse: 
- Por que você troca a Bíblia por esse cordão e  essas sementinhas?
Ela disse:-
Porque a Bíblia eu não sei ler, e com o terço eu medito toda a palavra de Deus e a guardo no meu coração.
Ele perguntou:
- Medita a palavra de Deus? Como assim? Poderia me dizer?
- Posso sim, respondeu Tia Teca pegando o Terço e disse:
 -   Quando eu pego na Cruz, lembro-me que o filho de Deus derramou todo o seu Sangue, pregado numa Cruz, para salvar a humanidade. Esta primeira conta grossa, me lembra que há Um só Deus Onipotente. 
Estas três contas pequenas me lembram As Três Pessoas da Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. 
Esta conta grossa me faz lembrar a oração que o Senhor mesmo nos ensinou, que é o Pai-nosso. 
O Terço tem cinco Mistérios, que fazem lembrar As Cinco Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, cravado na Cruz. E cada mistério tem dez Ave-maria, que me fazem lembrar os Dez Mandamentos, que o Senhor mesmo escreveu nas Tábuas de Moisés. 
O Rosário de Nossa Senhora tem quinze Mistérios, que são: cinco Gozosos, cinco Dolorosos e cinco Gloriosos. De manhã, quando me levanto para iniciar a minha luta do dia-a-dia, eu rezo os Mistérios Gozosos, lembrando-me do humilde lar de Maria de Nazaré. 
Ao meio dia, no meu cansaço e fadiga do trabalho, eu rezo os Mistérios Dolorosos, que me fazem lembrar a dura caminhada de Jesus Cristo para o Calvário. 
Quando chega o final do dia, com as lutas vencidas, eu rezo os Mistérios Gloriosos, que me fazem lembrar que Jesus venceu a morte para nos dar a Salvação a toda a humanidade. E agora diga-me: onde está a idolatria?
         Ele, depois de ouvir tudo isso, disse:
Eu não sabia disso. Ensina-me a rezar o terço, tia Teca.

Ave Maria das mulheres

Uma prece à Mulher que sofreu com paciência e resignação e continuou firme em sua fé assumindo a sua missão. Que ela seja exemplo para todas nós.





Silvana Duboc

Mãe,
Aqui, agora e a sós
Quero lhe pedir por todas nós
Por aquelas que foram escolhidas
Para dar a vida
Mulheres de todas as espécies
De todos os credos, raças e nacionalidades
Todas aquelas nas quais a vida
Está envolvida em sorrisos, lágrimas,
 tristezas e felicidades


Aquelas que sofrem por filhos
que geraram e perderam
As que trabalham o dia inteiro
Em casa ou em qualquer emprego
Quero pedir pelas mães
Que penam por seus filhos doentes
Quero pedir pelas meninas carentes
E pelas que ainda estão dentro de um ventre
Pelas adolescentes inexperientes
Pelas velhinhas esquecidas em asilos
Sem abrigo, sem família, carinho e amigos
Peço também pelas mulheres enfermas
Que em algum hospital
 aguardam pela sua hora fatal
Quero pedir pelas mulheres ricas
Aquelas que apesar da fortuna
Vivem aflitas e na amargura
Peço por almas femininas mesquinhas,
pequenas e sozinhas
Por mulheres guerreiras a vida inteira
Pelas que não têm como dar a seus filhos
o pão e a educação
Peço pelas mulheres deficientes
Pelas inconseqüentes
Rogo pelas condenadas,
aquelas que vivem enclausuradas
Por todas que foram obrigadas
 a crescer antes do tempo
Que foram jogadas na lavoura
Ou em alguma cama devastadora
Rogo pelas que mendigando nas ruas
Sobrevivem apesar dessa tortura
Pelas revoltadas,
as excluídas e as sexualmente reprimidas
Peço pela mulher dominadora e pela traidora
Peço por aquela que sucumbiu sonhos dentro de si
Por todas que eu já conheci
Peço por mulheres solitárias e pelas ordinárias
As mulheres de vida difícil
e que fazem disso um ofício
E pelas que se tornaram voluntárias
 por serem solidárias
Rogo por aquelas que vivem acompanhadas
Embora tristes e amarguradas
E por todas que foram abandonadas
As que tiveram que continuar sozinhas
Sem um parceiro, um amigo, um ombro querido
Peço pelas amigas
Pelas companheiras
Pelas inimigas
Pelas irmãs e pelas freiras
Suplico por aquelas que perderam a fé
Que se distanciaram da esperança
Quero pedir por todas que clamam por vingança
E com isso se perdem em sua inútil andança
Rogo pelas que correm atrás de justiça
Que a boa vontade dos homens as assista
Peço pelas que lutam por causas perdidas
Pelas escritoras e as doutoras
Pelas artistas e professoras
Pelas governantes e pelas menos importantes
Suplico pelas fêmeas
 que são obrigadas a esconder seus rostos
E amputadas do prazer vivem no desgosto
Quero pedir também pelas ignorantes
E por todas que no momento estão gestantes
Por aquela mulher triste dentro do coração
Que vive com a alma mergulhada na solidão
Por aquela que busca um amor verdadeiro
Para se entregar de corpo inteiro
E peço pela que perdeu a emoção
Aquela que não tem mais paz dentro do coração
E rogo, imploro, por aquela que ama
E que não correspondida, vive uma vida sofrida
Aquela que perdeu o seu amor
E por isso, sua alma se fechou
Por todas que a droga destruiu
Por tantas que o vício denegriu
Suplico por aquela que foi traída
Por várias que são humilhadas
E pelas que foram contaminadas


Mãe,

 quero pedir por todas nós
Que somos o sorriso e a voz
Que temos o sentimento mais profundo
Porque fomos escolhidas tanto quanto você
Para gerar e, apesar de qualquer coisa,

Amar...

Independente de quem forem nossos filhos
Feios ou bonitos
Amáveis ou rebeldes
Perfeitos ou deficientes
Tristes ou contentes
Mãe,
ajuda-nos a continuar nessa batalha
Nessa guerra diária
Nessa luta sem fim
Ajuda-nos a ser feliz como a gente sempre quis
Dai-nos coragem para continuar
Dai-nos saúde para ao menos tentar
Resignação para tudo aceitar
Dai-nos força para suportar nossas amarguras
E apesar de tudo
continuarmos a ser sinônimo de ternura
Perdoa-nos por nossos erros
E por nossos insistentes apelos
Perdoa-nos também por nossas revoltas
Nossas lágrimas e nossas derrotas
E não nos deixe nunca mãe, perdermos a fé
E sempre que puder
Peça por nós ao Pai
E lembre-lhe que quando ele criou Eva
Não deixou com ela nenhum mapa de orientação
Nenhum manual com indicação
Nenhuma seta indicando o caminho correto
Nenhuma instrução de como viver
De como, a despeito de tudo vencer
E mesmo assim.....conseguimos aprender.
Amém. 

Pode conferir esse texto nos  sites Meu cantinho  e Elizabeth Salgado

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Oração do Professor I

Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,
Dai-me esta graça que vem do amor.
Mas, antes do ensinar, Senhor,
Dai-me o dom de aprender.
Aprender a ensinar
Aprender o amor de ensinar.
Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor.
De aprender sempre.
Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar.
Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe
Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade.
Que meus conhecimentos não produzam orgulho,
Mas cresçam e se abasteçam da humildade.
Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,
Mas animem as faces de quem procura a luz.
Que a minha voz nunca assuste,
Mas seja a pregação da esperança.
Que eu aprenda que quem não me entende
Precisa ainda mais de mim,
E que nunca lhe destine a presunção de ser melhor.
Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender,
Para que eu possa trazer o novo, a esperança,
E não ser um perpetuador das desilusões.
Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender
Deixai-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor.


Antonio Pedro Schlindwein

Importante. Divulguem este blog.

Importante. Divulguem este blog.
Caso alguém seja autor de algum texto ou imagem contida neste blogue e, não tenha sido creditada a sua autoria por meu desconhecimento, peço que me contatem imediatamente a fim de serem dados os devidos créditos. Agradeço.